Primeiros passos na shell do Python

É na shell do Python que você pode começar a explorar a sintaxe dos comandos da linguagem.
Também é possível obter ajuda sobre os comandos e depurar programinhas curtinhos.
Existe uma shell gráfica (GUI), chamada IDLE, que tem editor de textos, suporte a realce da sintaxe etc. — que será abordada melhor em outro post…
Abra a sua shell e faça algumas experiências:

python3

Como você pode ver, no exemplo abaixo, meu interpretador Python está na versão 3.x e roda em uma máquina Linux:

Python 3.5.3 (default, Jan 19 2017, 14:11:04) 
[GCC 6.3.0 20170118] on linux
Type "help", "copyright", "credits" or "license" for more information.
>>> 

Não se preocupe com o fato de eu usar Linux nos meus exemplos.
O interpretador Python é universal e funciona do mesmo jeito em qualquer plataforma.

Os caracteres “>>>” indicam o prompt da shell.
É nesta linha que podemos dar comandos para serem interpretados.
Veja alguns exemplos:

>>> 15 + 3
18

Experimente pedir ao Python para escrever alguma coisa:

>>> print("olá, mundo!")
olá, mundo!

O modo ajuda do Python

Obtenha ajuda sobre Python dentro da shell, com a função help():

help()

Note que o prompt, no modo de ajuda muda para “help>”, para ajudar a lembrar que você não está dentro do interpretador Python — mas dentro do modo de ajuda dele.
A partir deste prompt é possível digitar comandos ou outros elementos da linguagem, para obter mais informações sobre eles.

help> print

No exemplo acima pedi ajuda sobre a função print().
Como resposta, o módulo exibe um texto assim:

Help on built-in function print in module builtins:

print(...)
    print(value, ..., sep=' ', end='\n', file=sys.stdout, flush=False)
    
    Prints the values to a stream, or to sys.stdout by default.
    Optional keyword arguments:
    file:  a file-like object (stream); defaults to the current sys.stdout.
    sep:   string inserted between values, default a space.
    end:   string appended after the last value, default a newline.
    flush: whether to forcibly flush the stream.
(END)

Para sair, tecle “q”.
E, para sair do módulo de ajuda, rode o comando “quit”.
Você também pode obter ajuda rápida, com a função help, sobre comandos, funções, objetos, classes etc.
Por exemplo, para obter ajuda sobre a classe “list”, use o help assim:

help(list)

Neste caso, o assistente exibe o texto na tela.
Para sair do “modo help”, tecle “q” — para voltar ao prompt do Python.
Se você já usou um terminal Bash (no Linux), vai perceber que o “modo help” do Python funciona semelhante a uma man page.

Rode um script Python com o interpretador

Você pode rodar qualquer script a partir do interpretador, direto no terminal:

python meuscript.py

No Windows, é mais parecido com isto aqui:

c:\python31\python.exe meuscript.py

Desta forma, não é necessário abrir uma shell para executar varias linhas de comandos — uma vez que podem ser agrupadas em um arquivo de script.
Aí é que começa a “programação de verdade”.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 48 outros assinantes

Deixe uma resposta